SindicarioNET - Sindicato dos Bancários de Campo Grande-MS e Região
CUT BRASIL Contraf FETEC

Notícias Gerais

Imprimir e-mail aumentar a fonte diminuir a fonte
Publicado em 4 de Dezembro de 2017 às 15:39
Sindicato convoca bancários para mobilização contra a Reforma da Previdência nesta terça

O Sindicato dos Bancários de Campo Grande-MS e Região está convocando a categoria bancária para participar da mobilização contra a Reforma da Previdência que será realizada nesta terça-feira (5), às 10 horas, em frente à agência do INSS da Rua 26 de agosto. A manifestação é coordenada pelo Comitê Estadual contra as Reformas.

 

“O governo vem gastando dinheiro com propaganda, mentindo para a população, dizendo que a reforma da previdência traz benefícios para a sociedade, o que é uma mentira. Amanhã, os bancários, junto com outras categorias, farão um ato para chamar a atenção de todos os trabalhadores e da população para que continuem pressionando os deputados federais a votarem contra essa reforma”, disse o presidente do SEEB-CG, Edvaldo Barros.

 

Na semana passada, as centrais e sindicatos convocaram uma greve geral para o dia 5 de dezembro, mas o protesto foi cancelado depois que o governo federal sentiu a pressão das entidades sindicais e decidiu retirar a reforma da previdência da pauta de votação. No entanto, ainda existe o risco do tema voltar à Câmara dos Deputados.

 

Por isso, as mobilizações continuam. “Precisamos intensificar esse movimento de rua, de conscientização de que o projeto da reforma da previdência representa um prejuízo enorme para toda a sociedade”, destaca o presidente do sindicato.

 

Reforma da Previdência

 

Apesar do governo de Michel Temer afirmar que se trata de uma versão “enxuta” da reforma da previdência, que terá impactos muito menores, as mudanças continuam drásticas e prejudicam fortemente os trabalhadores.

 

O projeto que está na Câmara dos Deputados acaba com a aposentadoria por tempo de contribuição e fixa idade mínima de 65 anos para homem e 62 anos mulher. Ambos devem ter contribuído pelo menos 15 anos com o INSS – para servidores públicos, serão pelo menos 25 anos de contribuição. No entanto, pelas novas regras propostas, quem cumprir esses requisitos mínimos poderá receber apenas 60% do valor da aposentadoria a que tem direito. Para ter direito a 100%, terá que contribuir por 40 anos.

 

Por: Assessoria de Comunicação do SEEB-CG

Sindicato dos Bancários de Campo Grande-MS e Região de Mato Grosso do Sul - Rua Barão do Rio Branco, 2652 - Jardim dos Estados

Campo Grande-MS - Telefone: 67 3312-6100 / Fax: 67 3312-6116