Notícias Gerais

8 de Setembro de 2017 às 10:50

Sindicato de SP consegue reintegração de bancária demitida com câncer

Reintegração

Após intervenção do Sindicato dos Bancários de São Paulo, uma funcionária do Banco Pan, que havia sido demitida durante tratamento contra o câncer, foi reintegrada. Com isso, ela poderá continuar com a terapia fornecida pelo plano de saúde da empresa.

A bancária trabalhava há um ano e oito meses no Pan. No fim do ano passado, foi diagnosticada com a doença e foi demitida no dia 8 de agosto, 16 dias depois de começar o tratamento com radioterapia. A supervisora e a coordenadora da trabalhadora – as únicas que sabiam da doença – haviam sido demitidas pouco antes.

Na homologação, ela recebeu orientações do sindicato, que entrou em contato com o banco e intermediou sua reintegração. “É uma sensação maravilhosa eles me recolocarem no mercado, dada a atual crise. Achei muito bacana”, comemora a bancária.

“Outros bancos deveriam se espelhar na postura do Banco Pan, já que infelizmente é muito comum na categoria bancária o desligamento durante tratamento de alguma doença. E a recontratação da bancária permite a continuação da terapia, que é era nosso principal foco”, diz a secretária-geral do Sindicato de SP, Neiva Ribeiro.

Neiva ressalta a importância da homologação da demissão ser feita dentro do Sindicato. “Dessa forma podemos fiscalizar se todos os direitos dos trabalhadores estão sendo respeitados.”

Entretanto, a reforma trabalhista sancionada em agosto por Michel Temer acabou com essa obrigatoriedade. A nova legislação entrará em vigor em 11 de novembro.  “Diante desse grande retrocesso, lutaremos para manter na convenção coletiva de trabalho esse e outros direitos, conforme está descrito no termo de compromisso entregue a Fenaban”, afirma Neiva.

Fonte: SEEB/São Paulo

Convênios saiba +

Clube de campo saiba +

Jogos/ Resultadossaiba +

Parceiros