SindicarioNET - Sindicato dos Bancários de Campo Grande-MS e Região
CUT BRASIL Contraf FETEC

Notícias Gerais

Imprimir e-mail aumentar a fonte diminuir a fonte
Publicado em 24 de Março de 2017 às 17:52
Sindicato dos bancários participa de reunião de conciliação com BB sobre descumprimento de lei trabalhista

Depois de denúncia do próprio sindicato, a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego/MS mediou uma reunião, nessa quinta-feira (dia 23), entre a entidade sindical e o Banco do Brasil. Em pauta, estava o descumprimento da legislação trabalhista por parte da instituição bancária.

 

Na reunião, o sindicato expôs as razões que motivaram o pedido de mediação, entre elas estão:

 

- isonomia de funções entre caixa efetivo e caixa substituto;

- caixa que substitui por mais de 90 dias deve ter a efetivação na função gratificada;

- contratação de mais caixas e fim do rodízio indiscriminado dos caixas;

- observância da segurança e saúde do trabalhador devido à ergonomia e o conserto dos aparelhos de ar-condicionado de algumas agências;

- combate ao assédio moral no PSO (Plataforma de Suporte Operacional), situação da gestão anterior;

- condições ambientais do PAB do Fórum Trabalhista.

 

Segundo o diretor de Assuntos Jurídicos do sindicato, Orlando de Almeida Filho, esses problemas já haviam sido repassados ao RH e a Superintendência Regional do BB: “Chegamos a essa situação em função da pouca habilidade ou vontade da própria instituição bancária de resolver esses problemas. Como já havíamos conversado com o BB, decidimos pedir a intermediação do Ministério do Trabalho e Emprego, para este cobrar uma providência definitiva ao banco”, comentou.

 

“Um exemplo é a situação enfrentada pelos caixas. Esses trabalhadores são peças essenciais no funcionamento do banco para atender o público. Por isso, precisam estar motivados e muito bem emocionalmente para executar o serviço com qualidade e agilidade”, ressaltou Orlando.

 

Na reunião, os representantes do Banco do Brasil informaram que vão levar para as instâncias superiores as questões de ativação de mais caixas, efetivação de caixas substitutos e a implantação do PAB do Fórum Trabalhista. Quanto à segurança e saúde, as questões pontuais serão encaminhadas para análise e eventuais providências.

 

A atual gerente do PSO, Claudia Queiroz Pereira, informou que, desde que assumiu a gerência (janeiro de 2017), é bom o clima organizacional para os trabalhadores e ratificou o compromisso do banco em combater toda forma de assédio.

 

O sindicato reconhece a melhora do clima organizacional com a atual gerência do PSO, mas agora aguarda a solução das demais reivindicações. Estavam representando o SEEB-CG na reunião o  diretor de Assuntos Jurídicos do sindicato, Orlando de Almeida Filho, e o advogado Alexandre Cantero.

 

Por: Assessoria de Comunicação do SEEB-CG

Sindicato dos Bancários de Campo Grande-MS e Região de Mato Grosso do Sul - Rua Barão do Rio Branco, 2652 - Jardim dos Estados

Campo Grande-MS - Telefone: 67 3312-6100 / Fax: 67 3312-6116